Petrópolis

23/05/2016 |

petropolisLocalizada a 42km da capital do Rio de Janeiro, Petrópolis é uma cidade histórica toda ligada a Dom Pedro II, conhecida também como “Cidade Imperial“. O clima ameno e agradável é um dos atrativos da cidade.

O que fazer em um dia?

Poucas atrações na cidade abrem antes das 10h, mas para entrar no clima imperial, vale caminhar pela Avenida Koeller e Rua da Imperatriz para admirar os palácios. Entre essas duas vias, a gótica Catedral de São pedro de Alcântara exibe o Mausoléu Imperial, com os restos mortais de Dom Pedro II. No fim da manhã, reserve duas horas para o Museu Imperial, residência da nobreza nos verões do século 19. Termine o dia visitando o museu da Cervejaria Bohemia, na antiga fábrica de 1853.

Atrações

Catedral São Pedro de Alcântara – A Catedral de Petrópolis é uma das mais lindas vistas da cidade. Lá estão os restos mortais de Dom Pedro II e da Imperatriz Tereza Cristina em pedras esculpidas com mármore.

Museu Imperial – O Museu Imperial, também conhecido como Palácio Imperial, era a casa de veraneio do Imperador Dom Pedro II. O museu possui as obras de arte, mobília e objetos pessoais da Família Imperial. A grande atração está na coroa imperial de D.Pedro II e D.Pedro I. À noite o espetáculo Som e Luz atrai os turistas.

Palácio de Cristal – foi um presente de Conde D’Eu à sua esposa, a Princesa Isabel. Lá era a principal sede das maiores festas da época. Foi ali no Palácio, em uma cerimônia realizada em abril de 1888, que Princesa Isabel cedeu os títulos de alforria aos últimos escravos da cidade de Petrópolis.

Onde ficar

A maioria fica em locais distantes do Centro, como Vale do Cuiabá e Araras, e sempre combinando com belas paisagens. Apesar do foco em casais, muitas dessas hospedagens aceitam crianças. 

Onde comer

Por causa da maioria das pousadas serem longe do centro, para r a um restaurante será necessário uma pequena viagem, mas nada que não valha à pena. Os restaurantes agradam a todos os gostos, é só escolher.

Quando ir

Os fins de semana são sempre concorridos, principalmente no inverno, quando as chuvas são raras e o frio é intenso. Junho e julho são o período de dois eventos: a Festa do Colono e o Festival de Inverno.